Campanha Energia Solidária — Doações

Parceria entre a Fundação Galp Energia e a Unidade de Negócio Gas&Power da Galp vai aquecer o Inverno das IPSS’s!

Vaga de Inverno 2017

As inscrições terminaram, as IPSS selecionadas irão ser contactadas.

Equipamentos gasodomésticos disponíveis

Esquentador Vulcano

Este modelo alia ao conforto de uma ignição eletrónica, a modulação automática de chama, adaptando assim, e de uma forma totalmente automática, a chama às solicitações impostas pelo utilizador. O acendimento automático é efetuado através de 220V, necessário para o ventilador. Como segurança adicional, no caso de falta de corrente elétrica, o aparelho não funciona.
Este aparelho é inteligente, abre e fecha na torneira.

Características

Capacidade: 11l/min
Dimensões (AxLxP): 580 x 310 x 243
Potência: 19,2 kW
Extração: Ventilada
Ignição: Elétrica

Termoacumulador Ariston Velis 80L

Este termoacumulador apresenta dois depósitos separados e ligados em série, o que permite obter uma maior redução do tempo de espera para o aquecimento de água.

Características

Capacidade: 80 l

Dimensões (AxLxP): 1090 x 490 x 270

Potência: 1,5 kW

Voltagem: 230 V

Peso: 26 kg

Fogão Junex P299 X ST

Fogão com mesa de trabalho em inox, 4 queimadores superiores (um triplo) e forno.

Características

Dimensões (AxLxP): 850 x 500 x 600
Cor: Inox
Nº queimadores: 4 (e forno)

Histórico de vagas anteriores

Em 2013 a Campanha Energia Solidária regressou com uma primeira vaga de ofertas no início do ano. Desta vez tratava-se de esquentadores da marca Junkers.

As IPSS que se candidataram apresentaram, para além da respetiva identificação e descrição da atividade desenvolvida, um pequeno texto onde constavam as razões da sua candidatura.

Entre as Instituições selecionadas encontram-se:

APERCIM - Associação Para a Educação e Reabilitação de Crianças Inadaptadas de Mafra

Apoio a pessoas com Deficiência do Concelho de Mafra, através do Centro de Atividades Ocupacionais, Lar Residencial para pessoas com deficiência, maiores de 16 anos, CRI-Centro de Recursos para a Inclusão (crianças e jovens em idade escolar) e intervenção Precoce para crianças até aos 6 anos de idade. Tem também uma creche para qualquer criança até aos 3 anos de idade.

Cooperativa Mista de Ensino do Laranjeiro

Cooperativa que se dedica ao apoio a crianças e jovens na vertente do ensino abrangendo 325 beneficiários.

Ligar à Vida – Assoc. Gestão Humanitária para o Desenvolvimento

O seu campo de intervenção localiza-se na Ramada (Sede), Bombarral e São Tomé e Príncipe. Na Ramada existe a funcionar um Centro de Atividades Ocupacionais; no Bombarral, uma Loja de Solidariedade, um gabinete de apoio psicossocial e um Centro de apoio à deficiência designado por Centro de Atendimento e Animação Renascer, destinado a pessoas adultas portadoras de deficiência leve e moderada, que se fundamenta em dar a esta população atividades sócio ocupacionais diárias e um apoio sistemático às suas famílias.

Associação Jardim de Infância "O SONHO"

“O Sonho” é uma associação de direito privado sem fins lucrativos, constituída em 1980. Surgiu na sequência da identificação de vários problemas sociais e situações de risco existentes no concelho de Setúbal, aliados à sensibilidade crescente para a necessidade de os resolver, com o objetivo de promover o desenvolvimento do concelho, em especial no que se refere à integração dos grupos sociais mais desfavorecidos. O objeto social da Associação “O Sonho” consiste na promoção e no desenvolvimento social, através de uma integração adequada, visando o desenvolvimento global e equilibrado do concelho, mediante o apoio direto à promoção dos recursos locais, especialmente os humanos. Estabelece para tal, parcerias e protocolos de colaboração com entidades da região e nacionais para em conjunto, desenvolverem projetos de intervenção social.

Os parceiros da campanha (Fundação, Gas Gas&Power, Bosh Termotecnologia Portugal e Gasfomento) assinalaram o encerramento desta vaga com uma visita à Associação Jardim de Infância “O Sonho”.

No âmbito da primeira vaga desta Terceira Edição da campanha Energia Solidária, a Fundação Galp Energia em colaboração com os Serviços Galp Comfort da unidade de negócios Gas & Power, em parceria com a Gasfomento, S.A. (gestora operacional dos serviços Galp Comfort), e a Manuel J. Monteiro (representante das marcas Vaillant e Junex) ajudaram com serviço e produtos (esquentadores ventilados com 11 litros de capacidade) no valor comercial aproximado de €2.000, para a concretização de mais esta iniciativa.

À imagem do que vem sendo hábito nas vagas anteriores da Energia Solidária, a oferta desta campanha incluiu não só os equipamentos mas também a entrega e a instalação dos mesmos. De modo a assegurar a segurança na utilização dos equipamentos doados, as equipas técnicas credenciadas dos serviços Galp Comfort procederam ainda à realização de testes para avaliação das condições de ventilação e de exaustão, bem como de verificação da estanquicidade das instalações de gás.

A Fundação Galp Energia recebeu um total de 40 candidaturas ao abrigo desta vaga da Energia Solidária, tendo sido selecionadas 4 instituições após cuidada análise.

Para tal, foram tidos em consideração os seguintes critérios:

  1. Abrangência geográfica;
  2. Diversificação de públicos e âmbitos de atuação;
  3. Necessidade mais urgente do equipamento;
  4. Número de utentes abrangidos pela atividade.

As IPSS candidatas apresentaram a respetiva identificação e abordaram a atividade desenvolvida pela instituição, tendo enviado ainda um breve texto elucidativo dos motivos da sua candidatura.

Entre as instituições contempladas ao abrigo da 1ª vaga da Edição 2012 da Energia Solidária, conta-se o Núcleo de Instrução e Beneficência, situado em Paço de Arcos, no concelho de Oeiras.

Núcleo de Instrução e Beneficência

Criado em 1909, o Núcleo de Instrução e Beneficência (NIB) dedica-se desde a sua fundação à instrução. Dedicado inicialmente à instrução primária e de adultos, veio a estender a sua ação à educação pré-escolar, para apoiar as famílias mais carenciadas da freguesia de Paço de Arcos, no concelho de Oeiras.

Em 1957 o Ministério da Educação autorizou o funcionamento da Casa da Criança Rainha Santa Isabel. Construído em 1958, na zona histórica de Paço de Arcos, este edifício passou a acolher a valência de Creche e Jardim-de-infância.

 

Em 2000, para responder às necessidades da comunidade, o NIB abre a Creche do Bugio, também em Paço de Arcos, onde passa a funcionar o berçário.

As outras entidades contempladas foram a Associação de Solidariedade Entre Gerações (ASEG), do distrito de Lisboa, o Centro Social “O Bom Samaritano” e o Centro Social de S. Pedro do Afonsoeiro, ambos do distrito de Setúbal.

As IPSS que se candidataram apresentaram, para além da respectiva identificação e actividade desenvolvida, um pequeno texto onde constavam as razões da sua candidatura.

Das quatro candidaturas apresentadas, a Fundação Galp Energia seleccionou três, com base nos seguintes critérios:

i) Abrangência geográfica;
ii) Diversificação de públicos e âmbitos de actuação;
iii) Necessidade mais urgente do equipamento;
iv) Número de utentes abrangidos pela actividade.

Entre as Instituições seleccionadas encontram-se:

Obra “O Nazareno”

A Obra “O Nazareno” serve cerca de 65 utentes e tem como objectivos apoiar pessoas com problemas socioeconómicos, sócio familiares, em situação de exclusão social e acolher crianças e jovens em risco.

Centro Paroquial e Acção Social Padre Manuel Gonçalves

É uma Instituição de Solidariedade Social (IPSS), com dois Jardins de Infância que dá apoio a cerca de 275 crianças, com as valências de creche, pré-escolar e CATL.

AURPID – Associação Unitária de Reformados, Pensionistas e Idosos da Damaia

Uma associação que ronda os 400 utentes e que a nível social realiza actividades e acções de sensibilização /rastreios, alfabetização, visitas domiciliárias e serviço de refeições. A nível cultural e recreativo são realizadas excursões, idas ao teatro, à praia e a bailes. 

As IPSS que se candidataram apresentaram, para além da respetiva identificação e atividade desenvolvida, um pequeno texto onde constavam as razões da sua candidatura.

Das quatro candidaturas apresentadas, a Fundação Galp Energia selecionou três, com base nos seguintes critérios: 

i) Abrangência geográfica;
ii) Diversificação de públicos e âmbitos de atuação;
iii) Necessidade mais urgente do equipamento;
iv) Número de utentes abrangidos pela atividade.

Entre as Instituições selecionadas encontram-se:

Associação de Atividades Sociais do Bairro 2 de Maio

Serve cerca de 226 utentes do Bairro Social 2 de Maio na Ajuda, através das valências de Centro de Dia, Jardim de Infância e Apoio Domiciliário

Cáritas Vila Franca de Xira

Presta apoio social à comunidade de Vila Franca de Xira

Aldeias SOS

Acolhe crianças órfãs, abandonadas ou em situação de risco, já sinalizadas pela Segurança Social, dando assim a cada criança um lar e uma família.

As IPSS que se candidataram apresentaram, para além da respetiva identificação e atividade desenvolvida, um pequeno texto onde constavam as razões da sua candidatura.

Das oito candidaturas apresentadas, a Fundação Galp Energia selecionou três, com base nos seguintes critérios:
i) Abrangência geográfica;
ii) Diversificação de públicos e âmbitos de atuação;
iii) Necessidade mais urgente do equipamento;
iv) Número de utentes abrangidos pela atividade.

Entre as Instituições selecionadas encontram-se:

ARIA

Associação Reabilitação e Integração Ajuda - Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS), criada em 1991, com a missão de ajudar a pessoa com problemas de saúde mental e em desvantagem psicossocial a adquirir recursos necessários à sua reabilitação psicossocial e integração sócio-profissional;

Novo Futuro

Tem por objetivo a constituição de lares para acolhimento de crianças e jovens que careçam de ambiente familiar normal;

GIRA

Grupo de Intervenção e Reabilitação Ativa, IPSS – é uma Instituição Particular de solidariedade Social, sem fins lucrativos, fundada em 1995, por familiares e amigos de pessoas com doença mental. A sua atividade visa o apoio a pessoas com doença mental grave e persistente, populações em risco de exclusão, no domínio da saúde mental, promovendo a sua reabilitação e integração social.

Para esta iniciativa contámos com o apoio da MJM (parceiro da Galp Energia no fornecimento dos aparelhos Vaillant) e da Gasfomento (parceiro da Galp Energia na gestão operacional dos serviços Galp Comfort), responsável pela instalação dos equipamentos e pela verificação técnica das instalações de gás.

A Campanha Energia Solidária reforça a aposta da Fundação Galp Energia, através dos serviços Galp Comfort, na melhoria do bem-estar diário da população mais carenciada.

No âmbito desta vaga da campanha Energia Solidária, a Fundação Galp Energia em colaboração com os Serviços Galp Comfort e a Setgás Comercialização, S.A. da unidade de negócios Gas & Power, em parceria com a Gasfomento, S.A. (gestora operacional dos serviços Galp Comfort), a Bosch Termotecnologia, S.A. (representante das marcas Junkers e Vulcano) e a Manuel J. Monteiro (representante das marcas Vaillant e Junex), doaram, no seu conjunto, os seguintes aparelhos a gás, no valor de €2.500:

  • 4 esquentadores de extração forçada de 11 litros (2 Vaillant e 2 Junkers);
  • 1 esquentador de 6 litros (Vaillant);
  • 2 fogões (Junex):
  • 1 aquecedor Hotspot para o aquecimento de ambiente interior.

Tal como nas vagas anteriores da Energia Solidária, a oferta dos equipamentos foi complementada com o transporte e instalação dos mesmos. Em prol da segurança, as equipas técnicas credenciadas dos serviços Galp Comfort procederam igualmente à avaliação das condições de ventilação e exaustão, bem como à verificação da existência de fugas nas instalações de gás.

De entre 77 candidaturas recebidas, a Fundação Galp Energia selecionou nove entidades dos distritos de Lisboa e Setúbal, tendo em consideração os seguintes critérios:

  1. Abrangência geográfica;
  2. Diversificação de públicos e âmbitos de atuação;
  3. Necessidade mais urgente de equipamento;
  4. Número de utentes abrangidos pela atividade.

Além da respetiva identificação e atividade desenvolvida, as IPSS que se candidataram apresentaram também um pequeno texto abordando as motivações da sua candidatura.

Uma das instituições contempladas nesta 3ª vaga da campanha Energia Solidária 2011 foi a A.I.P.I.C.A – Associação de Iniciativas Populares para a Infância do Concelho de Almada. 

A.I.P.I.C.A

A A.I.P.I.C.A. é uma Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS), de Utilidade Pública, sem fins lucrativos, tendo sido constituída a 5 de novembro de 1977. A A.I.P.I.C.A. trabalha junto das famílias do concelho de Almada, tendo por missão apoiar o desenvolvimento integral das crianças durante a sua infância, através da colaboração dos profissionais qualificados e de formação contínua.

Pautando-se pelos melhores parâmetros de qualidade a nível nacional e europeu, a A.I.P.I.C.A. mantém-se atenta às necessidades da sociedade e à sua evolução, mantendo uma imagem moderna. Esta instituição tem 11 Unidades Educativas ao dispor das cerca de 500 crianças que recebe diariamente, empregando cerca de 110 trabalhadores.

O formulário foi estruturado em 3 partes:

  • Identificação da IPSS,
  • Atividade que desenvolve e a quem se dirige e razões da candidatura (indicação das razões porque precisa do equipamento).

No período de uma semana, foram recebidas 24 candidaturas de IPSS’s, sendo 11 provenientes da Grande Lisboa e 13 do Distrito de Setúbal.

Os critérios de seleção foram, nomeadamente, a abrangência geográfica, a diversificação de targets e âmbitos de atuação e a necessidade mais premente do equipamento.

Alguns exemplos de instituições selecionadas:

  • Em Setúbal
    AURPIA – Associação Unitária de Reformados e Pensionistas Idosos da Amora - Apoio ao Idoso, com as valências de Apoio Domiciliário e Centro de dia;
  • Em Lisboa
    Casa de Acolhimento Mão Amiga – Centro de acolhimento temporário para crianças (dos 0 aos 6 anos de idade) em situação de perigo encaminhadas por organismos que intervém na proteção de menores (Tribunal e família e menores, ECJ, CPCJ).

    AAIDO - Associação de Assistência a Idosos e deficientes de Oeiras - Dedica-se a prestar cuidados à Terceira Idade nas valências de Apoio Domiciliário, Centro de Dia e Lar;​


    GIRA - Grupo de Intervenção e Reabilitação Activa - visa o apoio a populações em risco de exclusão, no domínio da saúde mental, promovendo a sua reabilitação e integração psicossocial.

As IPSS efetuaram as suas candidaturas mediante o preenchimento de um formulário disponível na página da Fundação com as seguintes informações:

  • Identificação da IPSS;
  • Atividade que desenvolve e a quem se dirige;
  • Razões da candidatura.

Esta segunda vaga viu aumentar o número de candidaturas para 26, sendo 19 do Distrito de Lisboa e 7 do Distrito de Setúbal.

A seleção das Instituições foi feita através do cruzamento dos seguintes critérios:
i) abrangência geográfica, ii) diversificação de públicos e âmbitos de atuação e iii) necessidade mais urgente do equipamento.

Entre as Instituições selecionadas encontram-se:

  • Associação Sol - Presta apoio a crianças infetadas pelo vírus da Sida e outras doenças graves e intervém a nível nacional, mas com maior incidência na área metropolitana de Lisboa. Atualmente a Casa Sol acolhe 22 crianças.

  • Elo Social – Associação de Apoio ao Deficiente Adulto: Trabalha no apoio a jovens e adultos com doença mental promovendo a sua reabilitação e integração psicossocial. Atualmente prestam apoio a 105 pessoas com deficiências de nível ligeiro, moderado, severo e profundo.
     
  • A CIC – Associação para a Cooperação Intercâmbio e Cultura: Está vocacionada para a cooperação internacional e para o combate à pobreza e exclusão, numa ótica de desenvolvimento integrado e promoção do empowerment das populações com quem trabalha. Na residência em Lisboa acolhe pessoas excluídas ou em risco de exclusão (nomeadamente desempregados de longa duração, pessoas com doença mental, ex-toxicodependentes e pessoas sem-abrigo) que demonstrem motivação para prosseguir um novo projeto de vida.

  • Associação de Reformados, Pensionistas e Idosos do Fogueteiro - Trabalha em prol dos idosos mais carenciados daquela zona, nomeadamente concedendo apoio aos níveis da alimentação e higiene.

Nas candidaturas enviadas pelas IPSS constava, além dos seus dados identificativos, as actividades que desenvolvem e as razões pelas quais se candidatavam a esta Campanha.

A selecção das IPSS contempladas foi feita tendo por base os seguintes critérios:

- abrangência geográfica;

- diversificação de públicos e âmbitos de actuação;

- necessidade mais urgente do equipamento.

Entre as Instituições seleccionadas encontram-se:

  • Centro Paroquial de Bem Estar Social de Alfama – Trabalha com a população mais carenciada do bairro de Alfama, tendo a funcionar uma Creche, um Jardim de Infância e um espaço para convívio de idosos.
  • Lar Maria Droste - Uma instituição que se destina a acolher, em regime de Lar Residencial, crianças e jovens do sexo feminino, com idades compreendidas entre os 10 e os 17 anos, que se encontrem em situação de risco.
  • Comunidade Vida e Paz - Esta IPSS dedica-se à recuperação dos Sem-Abrigo. O equipamento a que receberam serve um dos apartamentos de apoio à reinserção que acolhe várias pessoas que a IPSS retira da rua.
  • APPACDM de Lisboa – Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente - Trabalha com os cidadãos com deficiência mental e suas famílias na promoção da integração daqueles cidadãos na sociedade.
  • União Mutualista Nossa Sra. da Conceição – Casa Abrigo para Vítimas de Violência Doméstica- Trata-se de uma unidade residencial com vista ao acolhimento de mulheres e crianças vítimas de violência doméstica.

As IPSS que se candidataram apresentaram, para além da respetiva identificação e atividade desenvolvida, um pequeno texto onde constavam as razões da sua candidatura.

Das dezasseis candidaturas apresentadas, a Fundação Galp Energia selecionou três, com base nos seguintes critérios:

- abrangência geográfica;

- diversificação de públicos e âmbitos de atuação;

- urgência na necessidade do equipamento.

Entre as Instituições selecionadas encontram-se:

  • Lar Dr. Virgílio Lopes – Lar feminino de acolhimento de idosos, pertencente à União das Misericórdias Portuguesas (foram entregues dois esquentadores);



     
  • URPIA – União de Reformados, Pensionistas e Idosos da Amadora – IPSS de apoio à terceira idade, com valências de apoio domiciliário e centro de dia;
     
  • Associação de Doentes com Lúpus – Associação de divulgação e investigação da doença de lúpus, que presta apoio aos doentes de lúpus e aos seus familiares.

As IPSS que se candidataram apresentaram, para além da respetiva identificação e atividade desenvolvida, um pequeno texto onde constavam as razões da sua candidatura.

Das vinte e seis candidaturas apresentadas, a Fundação Galp Energia selecionou três, com base nos seguintes critérios:

  • Abrangência geográfica;
  • Diversificação de públicos e âmbitos de atuação;
  • Urgência na necessidade do equipamento.

Entre as Instituições selecionadas encontram-se:

IAC

Tem como missão promover e apoiar a qualidade de vida da população da freguesia do Forte da Casa e restantes freguesias do concelho de Vila Franca de Xira. Atua nas áreas da educação, saúde e bem-estar, ação social e prevenção.

 

Cáritas Portuguesa

Instituição oficial da Conferência Episcopal, para a promoção e dinamização da  ação social da Igreja. Visa a assistência e também a promoção, o desenvolvimento e a transformação social.

AURPIM

Desenvolve o seu trabalho junto da população carenciada da zona de Miratejo, nomeadamente a nível de Centro de Dia, Apoio Domiciliário e Apoio de Pessoas Carenciadas.

Imprimir

Partilhar: