Ocean Talks 2019

A 2ª edição das Ocean Talks acontecem já no próximo dia 7 de Junho, no Museu do Mar, em Cascais. Estas conversas, que reunem um conjunto de oradores de referência na área ambiental e vida marítima,  pretendem despoletar a discussão em volta das oportunidades do Mar Português e a criação de valor à volta do tema dos Oceanos. 

INSCREVA-SE AQUI

Serão abordados eixos como a Proteção da Biodiversidade, a Economia do Mar e a Tecnologia durante toda a manhã, através das intervenções de Joana Balsemão, da Câmara Municipal de Cascais, Rui Rosa, da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, Patrícia Furtado de Mendonça, responsável pelo projeto Aqua Mater, Nuno Lourenço, do CEiiA, e Wenche Gronbrekk, da UN Sustainable Ocean Business Action Platform.

 

Exposição "O Mar Que nos Une"

Em paralelo com o Ocean Talks, e após uma passagem pelo World Press Photo 2019, será inaugurada dia 7 de Junho a exposição “O Mar Que nos Une”, uma viagem fotográfica sobre os mares que unem Portugal, Espanha, Brasil, Moçambique e São Tomé e Príncipe.

Oradores Ocean Talks 2019

Joana Balsemão

Câmara Municipal de Cascais

Tema: Cascais e o Mar 

Mestre em Environmental Change and Management pela Universidade de Oxford, Joana Balsemão foi conselheira técnica na Representação Permanente de Portugal junto da União Europeia, responsável pela negociação de propostas legislativas relacionadas com política ambiental, climática e energética.

Entre outros cargos, foi investigadora do Instituto Superior Técnico, na área da educação para as alterações climáticas, assessora no Ministério do Ambiente, com o pelouro dos dossiers internacionais, coordenadora do programa Agenda 21 na Câmara Municipal de Cascais. Atualmente é vereadora da Câmara Municipal de Cascais, para as áreas do Ambiente e da Cidadania e Participação.

 

Rui Rosa

MARE - Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa 

Tema: O impacto das alterações climáticas no meio marinho: aquecimento global, acidificação e desoxigenação 

Rui Rosa formou-se em Biologia Marinha pela Faculdade de Ciências da  Universidade de Lisboa (FCUL)em 1999 e completou o seu Doutoramento em Biologia na mesma instituição em 2005 (IPIMAR- Instituto Português de Investigação das Pescas e do Mar).

Posteriormente, Rosa continuou com atividades Pós Doutorais de investigação  em Alterações Climáticas na Universidade de Rhode Island nos EUA,  apoiado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia, Fundação Calouste Gulbenkian e a US National Science Foundation.  Ainda no inicio da sua carreira, Rosa recebeu duas das maiores distinções cientificas  no campo da Biologia Marinha ( Sea Museum e IMAR-Prémio Luiz Saldanha)

É autor de 175 papers em publicações cientificas internacionais como a Nature Geoscience, PNAS, Proc. Royal Soc. London, Global Ecology and Biogeography, Global Change Biology e Biology Letters, entre outras. Os seus projetos já tiveram menções em programas do National Greographic, Discovery Channel, BBC, New York Times e nos Alertas da Comissão Europeia. É autor de 3 livros, participou em mais 9 e foi o editor principal de 2 que incluem contribuições de 66 peritos internacionais.  

Rosa tem 153 comunicações orais e 75 escritas em encontros científicos nacionais e internacionais e está envolvido em vários programas de renome internacional como os da  US National Science Foundation, do NERC(UK), ANF (FR), National Geographic e US MIT Sea-Grants.

Além de ter atividade docente na sua alma mater ( FCUL) de há oito anos para cá e no estrangeiro (i.e. EUA e Angola), o seu compromisso com a educação das gerações futuras leva-o a ser coordenador do programa conjunto com o Município de Cascais “Os Desafios do Oceano do Amanhã “ destinado a alunos do ensino Básico e Secundário. 

Patrícia Furtado de Mendonça

Projeto Acqua Mater 

Tema: Descanso com a água

Fundadora da Acqua Mater, uma organização internacional cujo objetivo é nos reconectar com as origens da vida e revitalizar nossa relação com as águas por meio de projetos artísticos, pedagógicos e socioambientais, Patrícia também empreendedora, palestrante, escritora, tradutora, performer subaquática e apneísta. Desde o ano 2000 que desenvolve uma ampla pesquisa relacionada com as Memórias da Água. Há mais de 20 anos que trabalha no campo artístico e académico, tanto para instituições do governo e empresas privadas. Na multinacional de energia Enel, coordenou Programas de Desenvolvimento de Liderança para a Diretoria de Recursos Humanos e Projetos Culturais patrocinados pela Diretoria de Sustentabilidade. Patrícia deu também aulas a estudantes de graduação e pós-graduação de diversas universidades e ministrou disciplinas sobre “Artes Cênicas” e “Arte & Natureza”. É Mestre em Teatro pela Universidade do Rio de Janeiro e graduada em “Artes, Música e Espetáculo” pela Faculdade de Letras e Filosofia da Universidade de Bolonha, Itália.

Nuno Vilhena Lourenço 

CEiiA

Tema: A Tecnologia e a Inovação ao serviço dos oceanos

Gestor de Desenvolvimento de negócio no CEIIA, foi Vogal do Conselho Diretivo do IPMA, I.P. Doutorado em Ciências Marinhas pela Universidade do Algarve e consultor geofísico na Partex E&P. Trabalhou na estrutura de missão para a Extensão da Plataforma Continental onde liderou o Gabinete de Investigação e Desenvolvimento. É professor auxiliar da Universidade do Algarve. Participou em 24 campanhas científicas no mar profundo; foi responsável pelos projectos de aquisição do ROV LUSO e do Navio Mar Portugal. É autor e co-autor de diversas publicações científicas e participou em ações de consultoria no âmbito da CNUDM. Participou como especialista em vários grupos de trabalho nacionais e internacionais sobre assuntos das bacias altântica e mediterrânica, em âmbitos como o “seabed mapping”, estratégias de I&D, gestão de recursos pesqueiros, entre outros. Foi delegado no Conselho do ICES e membro do Managment Board do Joint Programming Initiative – Oceans. Atualmente é delegado nacional ao Comité de Programação do Societal Challenge 2 do programa H2020. 

Wenche Gronbrekk

UN Sustainable Ocean Business Platform 

Oradora Principal 

Wenche Gronbrekk lidera atualmente as áreas de sustentabilidade e risco na Cermaq enquanto colabora como senior advisor para a Plataforma de Ação para a Sustentabilidade dos Oceanos, desenhada pelo Global Compact das Nações Unidas. O seu foco profissional é o desenvolvimento sustentável da indústria marítima, com um enfoque na vertente do negócio. Antes de se juntar à Cermaq, trabalhou como consultora na PwC e na DNV GL. É mestre em Economia e Relações Internacionais pela SAIS Johns Hopkins University. 

INNOVATHON – Ocean Edition

O INNOVATHON é uma maratona tecnológica, concebida pelo CEiiA e pelo United Nations Global Compact, em torno de desafios associados à implementação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas, a partir dos quais se desenvolvem novos produtos e serviços para a sustentabilidade do planeta.

O INNOVATHON Ocean Edition está focado na sustentabilidade dos oceanos, com desafios que pretendem dar origem a novas ideias que inspirem o desenvolvimento de soluções viáveis do ponto de vista técnico e operacional para assegurar a qualidade de vida, a produtividade e a melhoria da sustentabilidade nos oceanos.

Dada a urgência da temática, esta maratona inicia-se com um sprint, onde equipas mistas de alunos do ensino superior (120 alunos) exploram conceitos e ideias, durante 24h non-stop, com orientação de mentores de todo o mundo, e envolvimento das comunidades locais.

As áreas dos desafios estarão focadas no transporte marítimo, lixo nos oceanos, energia renovável offshore, segurança marítima, biodiversidade, recolha e tratamento de dados sobre os oceanos, pesca, entre outras.

Esta iniciativa terá abrangência mundial, ou seja, diversos países vão desenvolver esta maratona tecnológica e as primeiras equipas de cada país vêm ao desafio final que decorrerá em 2020, durante a conferência das Nações Unidas sobre os oceanos, em Portugal.

A seleção das equipas portuguesas decorrerá, através da INNOVATHON Ocean Edition, que decorrerá nos dias 7 e 8 de Junho, na praia de Carcavelos (Cascais).

Esta iniciativa é apoiada pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros, Ministério do Mar e Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior. Impulsionada também pela Câmara Municipal de Cascais e pelas Universidades Nova SBE e o ISTEC – Instituto de Tecnologias Avançadas, está em linha com o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 14, incluído Agenda 2020 definida pelas Nações Unidas. 

     

            

 

Imprimir

Partilhar: