Energiza

Energiza

Permitir, pela primeira vez, o acesso a energia em zonas rurais de Moçambique  

Com uma população total de cerca de 29 milhões de habitantes, Moçambique vive um enorme desafio no que respeita ao acesso à energia. Perto de 70% da população vive em zonas rurais, e aproximadamente 16 milhões de moçambicanos vive sem acesso a eletricidade (Fonte: worldbank).

A Fundação Galp lança o Projeto Energiza, que visa, pela primeira vez, a instalação de sistemas solares fotovoltaicos e o acesso a energia elétrica em comunidades das províncias de Cabo Delgado, Manica e Sofala. Para além do acesso a eletricidade passar a ser uma realidade em residências domésticas, também outros serviços essenciais ao funcionamento e desenvolvimento social e económico das comunidades serão impactados.

Este projeto está alinhado com os seguintes Objetivos de Desenvolvimento Sustentável:

 

Impacto do projeto

O projecto irá:

  • Assegurar eletricidade a escolas, unidades de saúde e lares domésticos
  • Beneficiar cerca de 6.000 Moçambicanos
  • Gerar aproximadamente 50 KWh de energia elétrica de origem renovável (painéis fotovoltaicos)
  • Reduzir 54 toneladas de CO2
  • Investir €600 mil (cerca de 40 milhões de meticais)

 

Fundo de Energia | FUNAE

O Energiza é um dos projetos de responsabilidade social da Fundação Galp que está a ser desenvolvido em parceria com o FUNAE

 O FUNAE – Fundo de Energia é uma instituição pública moçambicana, ativa desde 1997, que financia e implementa projetos de energia com o intuito de aumentar o acesso à energia nas zonas rurais e urbanas habitadas por populações de baixo rendimento. O acesso à energia é providenciado de forma sustentável e racional para que contribua para o desenvolvimento económico e social do país. São incorporadas atividades em projetos de biomassa, centrais fotovoltaicas, mini-hídricas, postos de abastecimento de combustível e sistemas de bombeamento de água.

Imprimir

Partilhar: